Ensinar e pregar o Evangelho

Imprimir
 

Deus tem te chamado para ensinar e pregar o seu evangelho.

Em Mc 3 : 13 – 14, veremos a escolha dos seus discípulos.
 
13 Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram para junto dele. 14 Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar 15 e a exercer a autoridade de expelir demônios. 16 Eis os doze que designou: Simão, a quem acrescentou o nome de Pedro; 17 Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais deu o nome de Boanerges, que quer dizer: filhos do trovão; 18 André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o Zelote, 19 e Judas Iscariotes, que foi quem o traiu.

Então, há um designo do Senhor, para aqueles que Ele escolhe, e neste texto o Senhor os escolhe para ficarem com Ele.

É um tempo de ficarmos mais próximos do Mestre, de termos uma intimidade maior com Ele. E o que vimos no texto, é que Deus entregou um desígnio aos seus escolhidos, que era: Estar com Ele e os enviou para pregar.
 
O que significa a palavra desígnio? É um Intento, um plano, um projeto.
• Deus tem um plano com você.
• Deus tem um projeto com você.
• Deus tem um intento, um planejamento com você.                                                                 

Ou seja, Deus tem uma missão para nós, a de ensinarmos e pregarmos a Palavra de DEle.

Vimos pelo texto que Marcos exalta a autoridade do Senhor Jesus, mostrando a realeza DEle a autoridade DEle de impactar as pessoas da época. Portanto, o desígnio ( O plano, o projeto ou o intento) que o Senhor deixou foi também o de exercer a autoridade e de expelir demônios.

Mc 6 : 12 - 13. Os discípulos enviados.

12 Então, saindo eles, pregavam ao povo que se arrependesse; 13 expeliam muitos demônios e curavam numerosos enfermos, ungindo-os com óleo.

Quando o Senhor escolhe alguém, Ele entrega autoridade espiritual.

Eu sei que muitos em nosso meio aqui, Deus irá intervir em suas vidas mudando identidade e caráter.

Não se surpreenda se você se achar com atitudes diferentes, com caráter renovado, santificado...

Tenha certeza, é Ele que está fazendo isso!

É Ele te dizendo: Eu tenho um plano com você!

Deus precisa fazer isso conosco, urgentemente!

Deus quer nos moldar, por isso fiquem atentos a tudo, palavras, convocações, senão poderemos causar prejuízo ao invés de lucro.

A dor da disciplina é menor que a dor do fracasso, ame a correção!

Deus quer engrandecer o nosso nome.                          

Agora, precisamos entender o que faremos quando Deus engrandecer o nosso nome.

Você pode estar pensando. A palavra diz: “É bom que Ele cresça e eu diminua”.

- É verdade, mas Deus disse assim a Abraão:

Gn 12: 1 – 3.
1 Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; 2 de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! 3 Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Então, até quando você vai ficar dessa maneira que você está? Deixe eu melhorar a pergunta: Até quando você acha que Deus vai ficar esperando você tomar uma decisão de Honrar a Ele?
 
Será que tudo que você tem feito até agora, tem sido para o Seu louvor?

Lembre-se, Ele tem confiado a palavra dEle a você.

Ou você ainda está com a síndrome do: Será que Deus tem me chamado mesmo? E continua desonrando ao Senhor.

O Ap. Paulo pregava a Palavra com convicção.

O Ap. Paulo dirigia-se às necessidades de seus ouvintes.

Nós veremos o Ap. Paulo, com a sabedoria divina, com a convicção e vida de como ele pregava, pregando em uma terra que era extremamente idólatra.

At 17:16 - 31. 

Veja o discurso de Paulo em Atenas
 16 Enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se revoltava em face da idolatria dominante na cidade. 17 Por isso, dissertava na sinagoga entre os judeus e os gentios piedosos; também na praça, todos os dias, entre os que se encontravam ali. 18 E alguns dos filósofos epicureus e estóicos (Doutrina do estoicismo
que identifica a verdadeira felicidade com a virtude, devendo o homem viver em harmonia com a razão cósmica e indiferente às vicissitudes da vida.) contendiam com ele, havendo quem perguntasse: Que quer dizer esse tagarela? E outros: Parece pregador de estranhos deuses; pois pregava a Jesus e a ressurreição. 19 Então, tomando-o consigo, o levaram ao Areópago,(Supremo tribunal de Atenas) dizendo: Poderemos saber que nova doutrina é essa que ensinas? 20 Posto que nos trazes aos ouvidos coisas estranhas, queremos saber o que vem a ser isso. 21 Pois todos os de Atenas e os estrangeiros residentes de outra coisa não cuidavam senão dizer ou ouvir as últimas novidades. 22 Então, Paulo, levantando-se no meio do Areópago, disse: Senhores atenienses! Em tudo vos vejo acentuadamente religiosos; 23 porque, passando e observando os objetos de vosso culto, encontrei também um altar no qual está inscrito: Ao Deus Desconhecido. Pois esse que adorais sem conhecer é precisamente aquele que eu vos anuncio. 24 O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas. 25 Nem é servido por mãos humanas, como se de alguma coisa precisasse; pois ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais; 26 de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação; 27 para buscarem a Deus se, porventura, tateando, o possam achar, bem que não está longe de cada um de nós; 28 pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como alguns dos vossos poetas têm dito: Porque dele também somos geração. 29 (Idolatria) Sendo, pois, geração de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro, à prata ou à pedra, trabalhados pela arte e imaginação do homem. 30 Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam; 31 porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos.

Então, vimos que o espírito do Ap. Paulo se revoltava com a condição da idolatria daquela cidade.

Então, veja que diante destas observações dentro da cidade, ele colhia matéria-prima para suas pregações.

O Ap. Paulo não necessitava de um púlpito para pregar, porque tudo o que ele necessitava era uma audiência, um ouvido para lhe ouvir.

O Ap. Paulo pregava ao ouvinte com problemas de idolatria, de prostituição e os levava para aonde eles deveriam ir, que é a busca pela santidade do Senhor, aos pés da cruz.

O Ap. Paulo tinha um plano nas suas audiências, ele construía uma ponte para levar o ouvinte a entender quem é Deus.

Veja no texto que a atenção deles estava fixa em Paulo que descrevia o Deus do céu. Vs 21.

O arrependimento é um foco que as nossas pregações devem voltar a ter.

O Ap. Paulo chama a atenção do povo para mudarem de idéia.

Um plano de quatro partes para uma pregação poderosa.

1° Nunca afaste do assunto:

- Não dê tiros para todos os lados.

- Para Paulo, tudo o que ele dizia apontava para Cristo.

- I Co 2:2. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado.

- Então, Jesus Cristo é a resposta, para as nossas mais profundas necessidades.

2° Sempre fale a verdade sem medo;

- Esqueça o que estão vestindo, seu currículo acadêmico, o seu propósito é falar a Verdade.

3° Sempre comece no ponto onde sua audiência se encontra.
4° Sempre entregue os resultados a Deus.

    - Você prepara o paciente Ele faz a cirurgia.
    - Sempre deixe os resultados com Deus.
    - Sua tarefa é amar as pessoas e falar do amor de
      Deus por elas.

Deus tem um desígnio para você.

• Deus tem um plano com você.
• Deus tem um projeto com você.
• Deus tem um intento um planejamento com você.                                                                 
• Deus tem uma missão para nós, de ensinar e pregar a Palavra de DEle.