Nosso chamado para ganhar vidas

Imprimir
 

                                         
Quando os primeiros cristãos, os primeiros discípulos, começaram a evangelizar eles não possuíam estratégia nenhuma, mas tinham uma história pessoal com Cristo Jesus para contar.

Jesus apostou todas as fichas naqueles homens, e hoje estamos aqui, porque os apóstolos corresponderam às expectativas de Jesus.

Dessa mesma forma, Jesus tem investido em nós, para que o projeto dEle se cumpra.

Veja a responsabilidade que temos ao evangelho da Salvação.

At 1:6 - 8.

6 Então, os que estavam reunidos lhe perguntaram: Senhor, será este o tempo em que restaures o reino a Israel? 7 Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade; 8 mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.

Então, podemos ver que a salvação não pode ser só para nós, ela precisa ser estendidas.

Eles possuíam uma mente restrita, mas o Senhor ampliou a visão deles.

O Senhor Jesus orientou que para eles não tivessem a visão pequena.

Porque eles poderiam pensar assim: já que estou salvo, eu posso ficar tranqüilo e satisfeito.

O que Jesus lhes disse: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade;


8 mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.

Através do nosso testemunho, atrairemos vidas.

Já no evangelho de João, nós podemos entender bem mais claro, que a visão de Jesus Cristo de ganhar vidas, por intermédio do testemunho, não veio para um grupo seleto, mas para todo aquele que nEle crê. Jo 30:15 – 16. 

Em II Co 5 : 18 – 20, o Ap. Paulo nos orienta dessa maneira.

18 Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, 19 a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. 20 De sorte que somos embaixadores ( um representante, um Emissário) em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus.

Deus tem confiado a você, o ganhar vidas, que é o evangelizar, consolidar vidas, discipular e enviar. Isto é, ensinando-os a guardar tudo quanto vos tenho ensinado.

Como foi desafiador nos tempos antigos pregar o evangelho.

Hoje Deus tem nos comissionado para dar seqüência naquilo que os apóstolos iniciaram.

Em I Co 9 : 22, o Ap. Paulo também nos diz assim:

22 Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns.

Eles enfrentavam tantos desafios, mas possuíam alegria para anunciar a salvação, as boas novas do evangelho.

No Antigo Testamento, Deus agia da mesma forma para converter o povo.

Vejamos sobre Davi, pois ele teve este entendimento.                                                    

Sl 51 : 10 – 13.

10 Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. 11 Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito. 12 Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário. 13 Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti.

Quando temos o entendimento da alegria da Salvação, isso nos motiva a anunciar a Palavra de Deus. Todos os dias, essa tem que ser a razão para nós anunciarmos o evangelho e ganhar as vidas.

Como diz Davi: Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti.

Todas as pessoas, TODAS elas  com as quais nos relacionamos tem o direito de ouvir e receber o evangelho das boas novas. Todas!        

Precisamos anunciar o evangelho, e como Davi precisamos orar pedindo a restituição da alegria da Salvação.

Os apóstolos possuíam experiência com Deus. Quando uma pessoa possui experiência com Deus ela desejará anunciar o Senhor Jesus.

Você está pronto para anunciar o evangelho aonde Deus tem te colocado? Isto é, na família, no trabalho, na escola ...

Muitos tem usado a desculpa de não ter tempo para estudar a palavra etc.

A Bíblia diz que a letra mata, mas o Espírito vivifica. Então, não adianta possuirmos só estudos, se não buscarmos a presença de Deus.

Precisamos fazer os dois.

Em II Sm 12 : 20.

Davi buscou uma unção nova, porque devido aos seu pecado ele foi para o pó.

20 Então, Davi se levantou da terra; lavou-se, ungiu-se, mudou de vestes, entrou na Casa do Senhor e adorou; depois, veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu.

Na palavra de Deus quantas vezes o Senhor diz “Levanta-te”, precisamos nos levantar e nos posicionar diante de Deus.

Rm 1 : 16 - 17.

16 Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; 17 visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé.

Mt 4 : 23. As boas novas do reino é paz, amor, poder de Deus.

23 Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo. 

Então, quando Jesus anunciava a Palavra, o poder de Deus operava curando os enfermos.

O evangelho é para anunciar e também testemunhar.

À medida  que cumprimos o IDE, em que vamos testemunhando, nós teremos um evangelho que de ação durante a nossa caminhada. Porque os milagres acontecerão.

O que Jesus fez por nós precisa ser expresso no nosso dia-a-dia!

Deus quer hoje, que você busque a alegria da salvação em seu coração.

Se você tiver essa alegria você terá motivação para empenhar-se no reino.

Se estivermos omissos em pregar as boas novas, então é porque existe algo errado em nós.

Fale com o Senhor agora! Peça a Ele estratégia, amor, ousadia, alegria, porque tudo está no pedir!

Amém.