Caiu fogo do céu!

Imprimir
 
Acabe foi o sétimo rei de Israel e reinou por 22 anos.  
Onri foi seu pai, e Jezabel foi sua esposa. E Jezabel levou o povo de Israel  a adorar os ídolos.
Então, Acabe em seu reinado compactuou com deuses estranhos quando casou com Jezabel, tornando-se inimigo de Deus.
 
Vejamos a história;
I Rs 16:29 – 33.
29 Acabe, filho de Onri, começou a reinar sobre Israel no ano trigésimo oitavo de Asa, rei de Judá; e reinou Acabe, filho de Onri, sobre Israel, em Samaria, vinte e dois anos. 30 Fez Acabe, filho de Onri, o que era mau perante o Senhor, mais do que todos os que foram antes dele. 31 Como se fora coisa de somenos andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e o adorou. 32 Levantou um altar a Baal, na casa de Baal que edificara em Samaria. 33 Também Acabe fez um poste-ídolo, de maneira que cometeu mais abominações para irritar ao Senhor, Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele.
Tg 4 : 4, diz assim:                                                                                                                                        4 Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.                                                                                      
Tiago nos fala que todos aqueles que fazem aliança com os inimigos de Deus, se tornam também inimigos de Deus.              
                                                                                      
E Acabe fez isso, começou a compactuar com os deuses estranhos.
Então, todas as vezes que deixamos de fazer a vontade de Deus, entramos em uma rota de engano, e pior começamos a assumir uma posição de rebeldia contra Deus.  
E satanás trabalha astutamente, com espíritos de engano, para nos enganar, e levar o povo à rebeldia.
E o que é a rebeldia?                                                                                                                                               - É todas as vezes que deixamos de fazer a vontade de Deus, e fazemos as nossas ou caímos nos enganos de satanás, isso é rebeldia. Este demônio pode trabalhar fortemente na nossa mente se entrarmos em rebeldia.
E hoje em dia podemos perceber no mundo esta regência de rebelião contra Deus, o mundo fazendo a vontade da carne, porque essa regência está neste mundo.
E neste texto que estamos vendo, podemos perceber que sobre Israel havia uma crise moral e espiritual.
Quando entramos em crise, a conseqüência disso, é notável:
•    Logo deixamos os mandamentos do Senhor.
•    Deixamos de ser fiel a Deus.
•    Deixamos de  ter Aliança com Deus.
O povo de Israel acabou derrubando até os Altares do Senhor. 
                                                                                                                                
Aí vemos Deus usar Elias para alertar o povo.
O povo já não sabia mais quem era Deus, se era o Deus de Israel ou se eram os deuses que Acabe e Jezabel serviam.  
O povo estava confuso, dividido, e Deus usa Elias para orientar. 
I Rs 18 :  21.                 
21 Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; se é Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu.
 
Assim como Elias, nós precisamos chamar o povo a servir a um único e verdadeiro Deus;
Elias estava alertando o povo, se era o Deus de Israel, ou os deuses de Acabe e Jesabel (que por traz, esta o deus astaroti, que é a Rainha do céu) que eles deveriam servir, pois estavam com o coração totalmente dividido, confuso.
Então amados, se você está meio confuso, e está sempre na presença de Deus, talvez as suas emoções possam estar sendo bombardeadas por este tipo de demônio.
E nós podemos ver isso em Igrejas, que adoram a ídolos, que este demônio age da mesma forma até hoje, o povo fica tão confuso que chega a dar pena.
Nós sabemos que Deus não aceita metade, ou é tudo ou nada, é a palavra dele quem fala.
Ele não divide a glória dEle com ninguém, Isaías diz isso.
Então vimos que o povo estava dividido e isto entristeceu a Deus. 
Em Mt 6:24 nos diz assim: 
24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.
Não é possível servir dois senhores. 
Todo o nosso ser é corpo do Senhor, e em I Ts 5:23 diz:
23 O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Então todo o nosso ser, deve se consagrar ao Senhor.                                                                                               Quando nós olhamos para a situação da nossa cidade, da nossa nação, do nosso povo e até mesmo dentro da Igreja, não que adore a ídolos, mas que coxeiam com o Senhor. Que não estão servindo totalmente ao Senhor, estão coxeando entre Deus e o mundo, coxeando entre Deus e o dinheiro, coxeando entre tantas outras coisas e acabam ficando com o coração dividido, vemos a necessidade de vir os Elias para chamar este povo para servir a um único Deus, para serem totalmente do Senhor.
Então eu creio que Deus tem este propósito para nós da Igreja internacional da Renovação.
Em I Re 17: 1. Vemos que de repente surge Elias, e até então não se tinha falado nada de Elias.
1 Então, Elias, o tesbita, dos moradores de Gileade, disse a Acabe: Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem orvalho nem chuva haverá nestes anos, segundo a minha palavra.
É levantado então um profeta!                  
Então de toda aquela situação de caos moral e espiritual, surge Elias para despertar o povo.
Elias é confundido com a própria Historia de Israel.
Elias era uma pessoa presente e participativa, e se encontrava no centro dos problemas, dos conflitos, e ele conhecia a realidade do povo, e Deus o usa para mudar a realidade deles.

I Rs 18 : 8 e 11.
8 Respondeu-lhe ele: Sou eu; vai e dize a teu senhor: Eis que aí está Elias.
11 Agora, tu dizes: Vai, dize a teu senhor: Eis que aí está Elias.
 
Este, “Eis que aí está Elias” significa que Elias era aquele homem que estava presente no meio do povo, quando Deus quisesse se manifestar ele estaria no lugar.
Ele foi uma pessoa que participou de toda a história e isto foi que fez toda a diferença.
Se nós quisermos ser um agente de Deus, para resolvermos os problemas, nós precisamos conhecer a necessidade do povo, para sermos este instrumento de Deus para trazer refrigério e solução ao povo.
E em I Rs 18 : 30. Vemos Elias trazendo a solução para o povo.             
18 Então, Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; Elias restaurou o altar do Senhor, que estava em ruínas.
Elias pediu alguma coisa ao povo que estava com crise espiritual e moral, para que a solução viesse.
E a primeira coisa que foi feita, foi a restauração do Altar de Deus.
Então, a primeira coisa que Elias fez, foi restaurar o altar que estava em ruínas;
E por que restaurar o altar?                                                                                                                                      Porque a gente sabe que Deus não responde a oração feita em Altar quebrado.                            
Podemos até perguntar a Deus: - Senhor, o que posso fazer para restaurar o meu Altar?
Existem alguns passos que precisamos fazer para restaurar o nosso Altar, que são: o arrependimento, confissão e renunciar o pecado, como diz em Pv 28:13:
13 O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.
Tem que confessar e deixar!
I Jo 1 : 9. Fala também assim, sobre o Confessar.        
       9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.
Precisamos também resistir, como?

Tg 4:7.
7 Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
Em Ef 4:27 diz assim: 
27 nem deis lugar ao diabo.

Então, confesse, deixe e resista o pecado!                                                                                      
Isto são passos que nós precisamos tomar para restaurar o Altar que está em ruínas.
E aí irmão, a Bíblia diz que Elias tomou 12 pedras, para restaurar aquele Altar.
Em I Rs 18:31,32 diz assim:
31 Tomou doze pedras, segundo o número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual viera a palavra do Senhor, dizendo: Israel será o teu nome. 32 Com aquelas pedras edificou o altar em nome do Senhor; depois, fez um rego em redor do altar tão grande como para semear duas medidas de sementes.
Nós podemos perguntar: - Que pedras eram estas?                                                                                              Sabemos que cada pedra representava uma tribo de Israel.  
 
Mas hoje, as pedras que nós podemos tomar para reedificar o Altar de Deus em nossas vidas são diferentes.
 
Vejamos quais são?
 
1.    A pedra do Amor. 
 
I Co 13 : 1 - 8. 1 Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. 2 Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. 3 E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará. 4 O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, 5 não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; 6 não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; 7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 8 O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará;
O amor a Deus e amor ao próximo, esta é uma pedra fundamental!
 
2.    A pedra da Fé.      
          
Hb 11 : 6. De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.
O que adiantaria construirmos qualquer coisa para Deus se não tivéssemos este fundamento, que é a fé.
Quer agradar a Deus? Tenha fé!
 
3.    A pedra da obediência.  
Vimos no texto que lemos:I Rs 18 : 36, que no devido tempo, para se apresentar a oferta de manjares, aproximou-se o profeta Elias e disse: Ó Senhor, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, fique, hoje, sabido que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo e que, segundo a tua palavra, fiz todas estas coisas.
Elias estava obedecendo e observando os princípios de Deus, mesmo Israel estando em pecado, ele se mantinha fiel, em obediência.
I Sm 15 : 22. Porém Samuel disse: Tem, porventura, o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros.
Deus tem prazer é na obediência!
 
4.    A pedra da perseverança.        
 
 Sabemos que Elias foi uma pessoa que passou por muitas dificuldades, embora ele tenha tido as suas fraquezas e as suas depressões, perseverou e a graça de Deus veio sobre ele.
Ef 6 : 18. Com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos
A perseverança é essencial, precisamos estar firmes, não podemos parar, ficar pelo meio do caminho, e a palavra fala que precisamos perseverar até o fim.

5.    A pedra da confiança.                              
 
Sl 40 : 4.
Bem-aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança e não pende para os arrogantes, nem para os afeiçoados à mentira.
Então, o homem feliz, bem sucedido, é aquele que levanta um altar a Deus, confiando nele.
 
6.    A pedra da paciência. 
 
I Pe 2 : 20. Pois que glória há, se, pecando e sendo esbofeteados por isso, o suportais com paciência? Se, entretanto, quando praticais o bem, sois igualmente afligidos e o suportais com paciência, isto é grato a Deus.

O Senhor tem prazer em termos paciência.

7.    A pedra da Unidade, união, comunhão.       
 
I Jo 1 : 7. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo
pecado.
Sl 133:1 Oh!Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos!

8.    A pedra da Fidelidade.
                   
 
I Co 4 : 2. Ora, além disso, o que se requer dos despenseiros é que cada um deles seja encontrado fiel.

9.    A pedra da Adoração.   
 
Jo 4 : 23. Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.

Precisamos levantar o altar da adoração, gastando tempo em momentos de adoração a Deus.

Às vezes nos tornamos secos, áridos porque não estamos tendo tempo de adoração!
Note por você mesmo, quando você tira tempo para o Senhor, em congressos, viagens, encontros ou encontros de retiros, avalie se quando você volta se não há mais unção de Deus em sua vida.
 
Então quando você se expõe ao Senhor a glória dele é muito maior.               
 
10.     A pedra da Humildade.
 
Podemos aprender com o senhor segundo está escrito em Mateus:
Mt 11 : 29. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.
A Humildade precede a honra!
Não precisamos somente saber sobre humildade, nós precisamos é exercitar, é praticar a humildade.                               
Na realidade amados, todos nós sabemos das coisas, o que devemos mesmo é praticar!
O Ap. René nos disse que em quanto você não for aprovado neste teste, você vai ser provado toda vez.
                                                                                                       
11.    A pedra da alegria, entusiasmo.   
 
Fp 4:4. Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.

Paulo nos recomenda a alegrarmos sempre no Senhor, a Alegria do Senhor é a nossa força.                    
A palavra nos fala para servir a Deus com Alegria, e não com tristeza como vemos muitas pessoas fazendo.
 
12.    A pedra de Temor ao Senhor.
 
Pv 9 : 10. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência.
Precisamos manter o temor e a prudência no Senhor. 
                                       
Vimos hoje que Elias quando tomou as 12 pedras orou.
E nós? Deus requer uma comunhão com Ele, uma intimidade maior.
Por que quando oramos e restauramos o Altar temos um resultado.
Qual foi o resultado da comunhão de Elias com Deus?
Caiu fogo do céu!
O resultado da sua oração será o fogo do Espírito descendo sobre a sua vida, sobre as suas células, sobre a nossa Igreja, sobre os seus negócios.
Quando o fogo caiu, a glória de Deus encheu aquele lugar, houve conversão de todo o povo de Israel e toda a heresia se acabou.
O Senhor quer solucionar crises e trazer avivamento para a sua vida.
 
Tg 5 : 17 – 18.        
17 Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu. 18 E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos.
Podemos ser instrumento de Deus hoje como foi Elias no passado. Porque Elias era homem semelhante a nós.                                                                        
Se tivermos os requisitos destas 12 pedras, e nós já sabemos que Elias era semelhante a nós, só tem um resultado desta comunhão, que é: Cair fogo do céu.